Como fazer sua galáxia? - Queimando Neurônios - Impulsionando Sinapses
#Label3{background:green;}

QN NEWS 24h!$type=carousel$author=hide$comment=hide$count=6$show=home$cl=4

Ciências!$type=carousel$author=hide$comment=hide$count=6$show=home$cl=4

Tech!$type=carousel$author=hide$comment=hide$count=6$show=home$cl=4

Mundi!$type=carousel$author=hide$comment=hide$count=6$show=home$cl=4

Como fazer sua galáxia?

Já pensou em ter sua própria galáxia? Dar nome a suas estrelas, planetas, poder observar tudo de perto. Bom então você veio ao lugar certo,...

Já pensou em ter sua própria galáxia? Dar nome a suas estrelas, planetas, poder observar tudo de perto. Bom então você veio ao lugar certo, neste artigo darei todas as informações necessárias para que você, leitor interessado, construa sua própria galáxia.
Como fazer sua galaxia?  - Queimando Neurônios

Primeiramente devemos visualizar nosso objetivo:

O que é uma galáxia?

Galáxias, simplificadamente, são imensos aglomerados de corpos celestes e nuvens de gás e poeira unidos pela força da gravidade.

Ingredientes para uma Galáxia:

  • Matéria escura e luminosa (bariônica):  servem para unir os componentes, exercendo atração gravitacional, impedem que estes se dispersem pelo vácuo, direcionando-os ao centro.
  • Nuvens de poeira e gás: imprescindíveis para a formação estelar.
  • Estrelas: base da criação dos elementos químicos da tabela periódica.
  • Corpos celestes à gosto: asteroides, cometas, meteoros, planetas, satélites, meteoritos... Formados basicamente por nuvens gasosas e poeira interestelar, são complementos essenciais para uma galáxia que se prese.
  • Buraco negro supermassivo: esses se localizam no centro de grandes galáxias, como a nossa.
Adentro:

Matéria escura: em estudos feitos, cientistas perceberam que o movimento das estrelas era muito maior que o esperado tendo como base a matéria visível, e foi aí que iniciaram-se teorias acerca de uma matéria perceptível apenas por suas alterações no campo gravitacional. Essa matéria está presente em toda galáxia, inclusive na nossa, onde estima-se que tenha 10 vezes mais massa que a matéria bariônica.

Estrelas: são importantíssimas para a evolução do universo e é claro para a evolução das galáxias. A partir da múltipla fusão de elementos químicos em seu interior, são formados praticamente todos os elementos que conhecemos. As estrelas se fundem, ganhando cada vez mais energia até que finalmente explodem, liberando resíduos que tendem a se aglutinar como corpos celestes, e até mesmo eu e você.

Modo de prepardo de uma Galáxia:

Existem duas teorias principais sobre a formação das galáxias, ou melhor duas supostas formas de fazer a sua.

Colapso Monolítico (clássica):  proposto por Eggen. O. J, Lynden Bell. D e Sandage. R. R, tem como base o formato de antigas estrelas no halo de nossa Galáxia, estas tem um formato peculiar, bem elíptico, diferente das mais jovens que tendem a ser mais arredondadas. Acontece que este formato é característico de colapsos em queda livre, então é claro, a teoria seria a de que uma protogaláxia, que mais tarde seria a nossa, se colapsou criando diversas estrelas que formaram o halo e o bojo de nossa galáxia, as nuvens de gás teriam colidido entre si e pela força do momento angular, acabaram formando o disco gasoso. Basicamente, nesta teoria uma única nuvem de gás colapsa formando tudo.            
Hierarquia (atual): com a descoberta da matéria escura surge o modelo hierárquico, neste contrariando o monolítico, acredita-se as galáxias surgem a partir da fusão de inúmeros halos, que aconteceriam em um enorme espaço de tempo. Sendo assim, não seria apenas uma matéria que daria origem a tudo, mas sim diversas fundidas. Esta teoria é a mais aceita atualmente.

Feito isso, é preciso determinar o tipo de galáxia:

O formato padrão é basicamente um disco, com uma proeminência ao centro envolvida por um halo esférico. O diâmetro do disco é da ordem 100 000 anos luz, já sua espessura da ordem de 2 000 anos luz.

As galáxias surgem em regiões com maior condensação de matéria escura, porém a distribuição desta condensação é aleatória.

Basicamente, se a distribuição for assimétrica, gera momento angular na nuvem, formando assim uma galáxia espiral. Se for simétrica, formará uma galáxia elíptica, assim temos as duas classes mais básicas.  Porém há muitas variações de formato, como é mostrado no esquema de Edwin Hubble.

Classificao

Teoria por trás do formato de Galáxias

Elípticas

Estas apresentam formato esférico, possuem pouco gás, poeira e poucas estrelas jovens.

O diâmetro varia bastante, sendo possível encontrar galáxias com milhões de anos-luz e outras com “apenas poucos” milhares de anos-luz. A massa das maiores pode chegar até inacreditáveis 10 trilhões de massas solares, porém as mais comuns tem massa bem menor.

Hubble dividiu estas galáxias em classes de E0 a E7, isso determinando o achatamento aparente com a ajuda de um cálculo matemático. Qualquer galáxia elíptica chama-se En, onde n=10(a-b)/a, sendo a o semi-eixo maior e b o semi-eixo menor.

NGC 3377.

Espirais

Estas como o próprio nome já diz tem uma estrutura espiral, apresentado um núcleo, um disco, um halo e braços espirais. As divergências entre uma e outra se encontram principalmente no tamanho do núcleo e grau de desenvolvimento de seus braços.

Nos braços destas galáxias geralmente encontra-se, nebulosas gasosas, nuvens de poeira e estrelas jovens incluindo super-gigantes luminosas e sua população estelar é formada por estrelas velhas e novas. Nos braços espirais mais próximos ao núcleo encontram-se aglomerados estelares abertos. E no halo aglomerados globulares.

O diâmetro destas galáxias varia de 20 mil anos-luz até mais de 100 mil anos-luz. Sua massa é estimada em 10 bilhões a 10 trilhões de vezes a massa do Sol.

Sendo classificadas em três tipos:

    Sa, núcleo grande, braços pequenos e enrolados.
    Sb, núcleo e braços intermediários.
    Sc, núcleo pequeno, braços grandes e dispersos.

Andrômeda.

Espirais Barradas

Estas apresentam braços espirais mas o núcleo é atravessado por uma barra.  Não se sabe com clareza a origem dessa barra, mas acredita-se que seja ocasionado por distorções gravitacionais, causadas por influência de galáxias próximas. Já alguns astrônomos acreditam que seja algum tipo de evolução.

A disposição de componentes assim como a classificação é semelhante às espirais comuns, tendo três tipos: SBa, SBb e SBc.

NGC 7098, além de seus braços formarem um anel duplo, apresenta uma barra dupla. 

Discoidais ou Lenticulares

Nesse grupo ficam as galáxias que apresentam apenas núcleo, halo e disco (S0) ou apenas núcleo, halo, disco e barra(SB0).
Centaurus.

Irregulares

As mais usadas em wallpapers (inclusive no meu), são galáxias sem simetria circular ou rotacional, tem intensa formação estelar. Apresentam disco de gás e população estelar semelhante as de galáxias espirais.

NGC 3738 durante um episódio de formação estelar.
Bom, aqui está tudo que precisam saber, estão mais do que preparados para criarem suas próprias!

Bibliografia:



ASSINE JÁ O QN!

Grátis
Interativo
Sem propagandas

Só colocar seu email!


    Ciência Simples
  1. Universo
  2. Física
  3. Teorias
  4. Eco
  5. Bio
  6. Geologia
  7. A Ciência por trás de
    Tecnologia
  1. Linux
  2. Softwares
  3. Review
  4. Hardware
  5. Web
  6. Games
    Sociedade
  1. Religião
  2. Filosofia
  3. História
  4. Ética
    Entretenimento
  1. Games
  2. Animes
    Especiais
  1. Recomendação
  2. Polêmicas
  3. Infográfico
  4. Comemoração
    Podcasts
  1. QNs Tradicionais
  2. QN NEWS
  3. Domingo com Limonada
  4. Queimando Circuitos
  5. QN ESPECIAL
  6. Queimando Velas
    Colunistas
  1. Dairenkon
Powered by:
Nome

+Bio +Eco +Saúde A Ciência por tŕas Animes Arquitetura Arte Café Analítico Caterpie Ciência Simples Coluna do Dairenkon Comemoração Crônicas Engenharia Ética Filosofia Fisica Games Geologia Hardware História Infográfico Linux Moral Mundi Natureza Paleontologia Pokémons Polêmicas Pop QN CASTS QN ESPECIAL QN NEWS QN NEWS 24h Queimando Circuitos Queimando Velas Química Recomendação Religião Sci News Softwares Tech Tech News Temporada 1 Temporada 2 Temporada 3 Teorias TOP 5 Tech Universo Valores Velharia Vulcões Web
false
ltr
item
Queimando Neurônios - Impulsionando Sinapses: Como fazer sua galáxia?
Como fazer sua galáxia?
https://3.bp.blogspot.com/-MMktrcfqKLY/WXuKMO8LdxI/AAAAAAAAIiU/cPL5ai3a6GolG8QC_nt3MXcDYTBSAx5jACLcBGAs/s640/como%2Bfazer%2Buma%2Bgalaxia.png
https://3.bp.blogspot.com/-MMktrcfqKLY/WXuKMO8LdxI/AAAAAAAAIiU/cPL5ai3a6GolG8QC_nt3MXcDYTBSAx5jACLcBGAs/s72-c/como%2Bfazer%2Buma%2Bgalaxia.png
Queimando Neurônios - Impulsionando Sinapses
http://www.queimandoneuronios.com.br/2017/07/como-fazer-sua-galaxia.html
http://www.queimandoneuronios.com.br/
http://www.queimandoneuronios.com.br/
http://www.queimandoneuronios.com.br/2017/07/como-fazer-sua-galaxia.html
true
1599119633527199605
UTF-8
Nenhum post achado VEJA TUDO Veja! Reply Cancel reply Delete Por Inicio PAGINAS POSTAGENS Veja tudo RECOMENDADO PARA VOCÊ Marcadores Arquivos Pesquisar ALL POSTS Não achamos nada que tenha esse resultado, tente pesquisar por uma única palavra e usar acentuação.. Voltar para o inicio Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sabado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Augosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atras $$1$$ minutos atras 1 hora atras $$1$$ horas atras Ontem $$1$$ dias atras $$1$$ semanas atras mais de 1 mês atrás Followers Follow THIS CONTENT IS PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy