O agnosticismo, Deus e o não conceituável, como assim? - Queimando Neurônios - Impulsionando Sinapses
#Label3{background:green;}

QN NEWS 24h!$type=carousel$author=hide$comment=hide$count=6$show=home$cl=4

Ciências!$type=carousel$author=hide$comment=hide$count=6$show=home$cl=4

Tech!$type=carousel$author=hide$comment=hide$count=6$show=home$cl=4

Mundi!$type=carousel$author=hide$comment=hide$count=6$show=home$cl=4

O agnosticismo, Deus e o não conceituável, como assim?

O universo é de real majestosidade, os átomos que se encaixam perfeitamente, as moléculas que se formam através desses átomos, tudo p...

O universo é de real majestosidade, os átomos que se encaixam perfeitamente, as moléculas que se formam através desses átomos, tudo parece estar harmoniosamente encaixado.

O agnosticismo e o não conceituável
O agnosticismo e o não conceituável
Assim como a maioria das pessoas durante séculos de existência social pensaram, você também deve estar pensando: 
 
- Como pode tudo estar tão bem organizado assim?

Grande questão, também estou intrigado, por isso, comecei minha longa viagem cerebral para entender como essa organização pode ocorrer tão fluidamente.

Como é de costume, o primeiro passo que damos é justificar tudo isso com uma única palavra : Deus. Não importa em que lugar do mundo você esteja, essa é a forma mais usada, embora não seja a favorita por muitos, temos que ela é a mais convincente.

Deus, o não conceituável

Não a nada mais simples do que explicar a existência de algo atribuindo-a o surgimento por algo supra físico.

Então, ignorarei completamente essa ideia preguiçosa de atribuição supra física. Se Deus realmente existe, explicá-lo não deveria ser possível, já que nada tão poderoso realmente deveria ser explicável ou conceituado.

CONCEITO, essa palavra me veio a cabeça de forma devastadora. O que é conceito? Nunca havia parado para pensar nisso, embora, muitos antes de mim tenham se deparado com esse mesmo elemento frasal.

Por que o ser humano conceitua tudo ao ser redor? Por qual razão algo realmente é conceituado? Quem conceituou pela primeira vez? Existe realmente um conceito?

Bem, se analisarmos minunciosamente nós humanos como animais, perceberemos que diferente de muitos daqueles pertencentes a animália, nós conceituamos objetos, mais do que isso, conceituamos ideias.

Eis que está a questão que contorce meus miolos, como conceituamos elementos que não existem? E vou além, por que devemos conceituá-los e como os conceitos dados a eles realmente devem ser vistos por outros sendo que são apenas ideias presentes em nossa cabeça?

Pense em um elefante rosa, o elefante que você pensou tem um rabo, dois olhos e uma boca? Ele tem quatro patas e uma pele enrijecida? A pele dele é cor de rosa? Interessante, acho que você pensou o mesmo que eu, certo? Mas e para alguém que nasceu cego? Esse elefante vai ser igual ao que realmente pensamos?

A partir de que momento algo é realmente real e a partir de que momento aquilo passa a ser um conceito? Quando partimos do pré-requisito de que somos animais, conseguimos entender que conceituar elementos é nada mais nada menos que uma adaptação de sucesso.

Se o ser humano tivesse surgido em uma caverna escura e se adaptado a esse meio, perdendo gradativamente a visão e aguçando seu tato, por exemplo, o que seria um elefante rosa para ele? Ele nunca saberia pensar nisso, não por que ele é desprovido do conhecimento desse animal e dessa cor, mas sim por que ele não possuí a capacidade de conceituar algo que ele não vê.

Como crer e não crer no não conceituável?

Agora vamos falar mais de Deus, como se pode conceituar algo que não vemos? Como se diz que ele é onipotente, onisciente e onipresente sendo que ao menos temos a capacidade de compreender esses conceitos? Se você ainda acha que esses conceitos são fundáveis, vou lhe mostrar que não são.

Basta imaginar algo onipotente, ou algo onisciente, ou algo onipresente, o que é possível apresentar com tais características? Se são conceitos, como podemos conceituar algo a partir de conceitos que sequer são conceituáveis ao ponto humano de raciocínio?

Explique a si mesmo, o que é infinito. Você deve pensar que é algo que não tem fim, certo? Mas mesmo algo que não tem fim, tem um começo certo?
Pensemos em uma reta que vai de 0 a 1, outra que vai de 0 a infinito e outra que vai de infinito a infinito passando por zero. Dessas, você pode me dizer que a terceira opção possuí um meio, que passa por zero, mas se eu te disser que isso é errado?

Assim como temos Deus como um conceito, é impossível defini-lo a partir do ponto de que não temos seu conceito como algo pensável antes e depois dele em questão hierárquica. Não existe algo acima de Deus, e não há algo abaixo dele, pois ele é nada mais que um conceito, e como já expliquei, um conceito é relativo, assim, não é possível pensar sobre o mesmo, nem se quer tentar entendê-lo.

A zona do fracasso mental

A partir do momento que tenta-se conceituar algo como Deus, você passa a entrar numa zona de pensamento que chamo de zona do fracasso mental. Nessa zona entram os crentes e os não crentes, pois para crer você tem que ter algo conceituado, e para não crer, você deve apresentar um conceito que mostre que o conceito para crer não lhe proporciona satisfação.

Voltando a reta antes apresentada, agora vamos a reta de 0 a 1, nesses dois pontos, novamente temos um conceito de meio, nesse caso, 0,5. Mas agora esse meio é mais palpável, pois temos um limite. Assim trabalha o conhecimento humano. Você sempre tem um conceito e seu antônimo.

Sempre que temos dois conceitos, temos automaticamente três conceitos, o terceiro conceito, chamamos de neutralidade, que é nada mais nada menos que a não capacidade de reconhecer os dois conceitos.

Quente e frio são conceitos opostos, assim, o seu meio, a neutralidade, é nada mais nada menos que a incapacidade de distinguir a diferença entre esses dois pontos, a impossibilidade de dizer se está ligeiramente mais frio ou ligeiramente mais quente.

Assim pondo o Ateísmo em um lado, e o teísmo no outro, o agnosticismo se vê ao meio dos dois conceitos.

Mas como já expliquei, é impossível conceituar Deus, assim como é impossível negar seu conceito, já que ele não é conceituável. Logo, o que é o agnosticismo?

O agnosticismo como estado natural

Agnosticismo é o estado natural do homem. É o estado que todo ser humano ao vir ao mundo se encontra, antes de qualquer tentativa de reconhecer o ambiente ao seu redor, antes de ser implicado pela sua própria natureza de buscar entender o mundo.

Logo, o estado agnóstico é o estado puro e mais corruptível do ser humano, e realmente conseguir enxergá-lo, é voltar a sua origem existencial, e quando não se consegue alcançar esse ponto, chegamos ao estado de "crise existencial", mas isso fica para uma próxima, mas e você, qual é seu ponto de vista sobre conceitos? Larga aí nos comentários!

ASSINE JÁ O QN!

Grátis
Interativo
Sem propagandas

Só colocar seu email!


    Ciência Simples
  1. Universo
  2. Física
  3. Teorias
  4. Eco
  5. Bio
  6. Geologia
  7. A Ciência por trás de
    Tecnologia
  1. Linux
  2. Softwares
  3. Review
  4. Hardware
  5. Web
  6. Games
    Sociedade
  1. Religião
  2. Filosofia
  3. História
  4. Ética
    Entretenimento
  1. Games
  2. Animes
    Especiais
  1. Recomendação
  2. Polêmicas
  3. Infográfico
  4. Comemoração
    Podcasts
  1. QNs Tradicionais
  2. QN NEWS
  3. Domingo com Limonada
  4. Queimando Circuitos
  5. QN ESPECIAL
  6. Queimando Velas
    Colunistas
  1. Dairenkon
Powered by:
Nome

+Bio +Eco +Saúde A Ciência por tŕas Animes Arquitetura Arte Café Analítico Caterpie Ciência Simples Coluna do Dairenkon Comemoração Crônicas Engenharia Ética Filosofia Fisica Games Geologia Hardware História Infográfico Linux Moral Mundi Natureza Paleontologia Pokémons Polêmicas Pop QN CASTS QN ESPECIAL QN NEWS QN NEWS 24h Queimando Circuitos Queimando Velas Química Recomendação Religião Sci News Softwares Tech Tech News Temporada 1 Temporada 2 Temporada 3 Teorias TOP 5 Tech Universo Valores Velharia Vulcões Web
false
ltr
item
Queimando Neurônios - Impulsionando Sinapses: O agnosticismo, Deus e o não conceituável, como assim?
O agnosticismo, Deus e o não conceituável, como assim?
https://4.bp.blogspot.com/-wthr1exeMj4/WBR__0uVFcI/AAAAAAAAEO4/brG-Rnxud40xOUaQOsi6EToqOgFnAdPogCLcB/s400/agnosticismo.jpg
https://4.bp.blogspot.com/-wthr1exeMj4/WBR__0uVFcI/AAAAAAAAEO4/brG-Rnxud40xOUaQOsi6EToqOgFnAdPogCLcB/s72-c/agnosticismo.jpg
Queimando Neurônios - Impulsionando Sinapses
http://www.queimandoneuronios.com.br/2016/10/o-agnosticismo-e-o-nao-conceituavel.html
http://www.queimandoneuronios.com.br/
http://www.queimandoneuronios.com.br/
http://www.queimandoneuronios.com.br/2016/10/o-agnosticismo-e-o-nao-conceituavel.html
true
1599119633527199605
UTF-8
Nenhum post achado VEJA TUDO Veja! Reply Cancel reply Delete Por Inicio PAGINAS POSTAGENS Veja tudo RECOMENDADO PARA VOCÊ Marcadores Arquivos Pesquisar ALL POSTS Não achamos nada que tenha esse resultado, tente pesquisar por uma única palavra e usar acentuação.. Voltar para o inicio Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sabado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Augosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atras $$1$$ minutos atras 1 hora atras $$1$$ horas atras Ontem $$1$$ dias atras $$1$$ semanas atras mais de 1 mês atrás Followers Follow THIS CONTENT IS PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy